quarta-feira, 27 - 06 - 2012 | Escrito por Paulo Pacini Rio Antigo

Amantes da Instrução

Amantes-da-Instrução-id

No ano de 1829, em uma casa no Beco do Propósito, que ficava onde é hoje a Av. Almirante Barroso, dez jovens se reuniram para fundar uma associação com o objetivo de aprimorar a instrução, propiciando acesso dos menos favorecidos a esta. Ao prestar assistência às meninas órfãs, a Sociedade Amante da Instrução iniciou uma longa trajetória, que continua até os dias de hoje. Seus valiosos serviços levaram o Imperador D.Pedro II a agraciá-la, em 1845, com o título de Imperial, elevando ainda mais seu prestígio.

Por este tempo, a instituição funcionava no Largo da Ajuda (Cinelândia), esquina com Santa Luzia, onde havia um curso para  meninos, enquanto que as meninas recebiam instrução em três outros endereços, no Beco dos Carmelitas, na rua da Imperatriz (Camerino) e na rua da Assembléia, em imóveis doados pela Ordem de São Bento e pelos Carmelitas. Nessa época também foi criado o Colégio das Órfãs, que recebia crianças deixadas na Roda dos Expostos, na Misericórdia. O colégio funcionava na rua Barão de São Félix.

ija_005Prédio do Instituto João Alves Afonso, verdadeira jóia do bairro das Laranjeiras

Enquanto a associação estendia suas atividades, sem nenhuma ligação com isso, o ilustre advogado e jurista Teixeira de Freitas construía, na rua Ipiranga em Laranjeiras, sua magnífica mansão, em um terreno de um hectare. Anos depois, vítima de um reverso da fortuna, o jurista foi forçado a vender sua casa ao Barão de Irapuã, em 1869, que a alugaria em seguida ao Dr. Abílio César Borges, o Barão de Macaúbas, o qual, vindo da Bahia, lá instalaria o seu famoso Colégio Abílio, o verdadeiro Ateneu , imortalizado nas páginas da obra de Raul Pompéia.

Após a transferência do colégio do Barão de Macaúbas para Botafogo, o imóvel passou a sediar a Sociedade Amante da Instrução, graças aos esforços do comendador João Alves Afonso, cujo nome foi dado ao então asilo, hoje instituto. Inúmeras gerações de crianças desfavorecidas passaram por suas salas, em quase duzentos anos de existência, e sua missão continua até os dias de hoje, contando com o auxílio de benfeitores modernos, que perpetuam o exemplo dos fundadores de 1829.

ija_ginasticaAula de ginástica para as meninas do Instituto, há quase cem anos

O magnífico prédio, verdadeira jóia do bairro das Laranjeiras, foi tombado pelo patrimônio histórico em 1972, estando assim protegido da ganância dos abutres da especulação imobiliária. Fica assim preservado para gerações futuras esse pedaço vivo do século XIX, onde milhares de crianças receberam a chance de um futuro melhor.

Leia Também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>